Home > Documents > MP CargoLeve 816

MP CargoLeve 816

Date post: 13-Oct-2015
Category:
Author: robert-walker
View: 21 times
Download: 0 times
Share this document with a friend
Embed Size (px)
Popular Tags:

of 252

Transcript
  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    1/252

    8 6C45 9A32 AB

    Ford Cargo

    Ford Cargo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    2/252

    FordCargo

    AA presentao

    MP - Ford Cargo - Edio Maro - 2012

    Identificao do VeculoData da aquisio

    Nmero de srie

    T.M.A. Modelo do veculo

    Identificao do ProprietrioNome

    Endereo

    Nmero Complemento

    Cidade UF

    DDD Telefone CEP

    E-mail

    Identificao do Distribuidor

    Cdigo

    Nome

    Cidade UF

    DDD Telefone

    E-mail

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    3/252

    captulos

    Ford Cargo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    4/252

    Ningum cuida do seuFord como a FordAqui voc conhecer nossa histria, nossosDistribuidores e sites de relacionamentos.

    Seu Ford de A a ZNeste captulo, apresentamos detalhadamente, emordem alfabtica, todos os tens do seu FordCargo, com seus respectivos modos de operao,cuidados com sua manuteno e especificaes

    tcnicas.

    Cuidando do seu FordAqui voc encontrar a Tabela de ManutenoPreventiva, a Garantia do Produto e todos oscuidados para manter seu Ford Cargo em perfeitoestado.

    Especificaes TcnicasNeste captulo voc encontrar todas as

    informaes tcnicas do seu Ford Cargo.

    ndice RemissivoUm ndice completo que o auxiliar na localizaode todos os assuntos tratados neste manual.

    01

    03

    04

    05

    02

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    5/252

    05

    c

    ap

    tul

    o01 Ningum cuida doseu Ford como a

    Ford

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    6/252

    FordCargo

    Ford Cargo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    7/252

    FordCargo1 02

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    N

    Nossa HistriaH 50 anos no mercado brasileiro de caminhes, a Ford Caminhes conquistou orespeito de frotistas e caminhoneiros, oferecendo sempre produtos de qualidade,robustez e timo custo-benefcio. Contando com 12 modelos em linha, com mais de400 configuraes diferentes, a linha Ford Cargo atende a todos os tipos de negcios,com a mxima segurana, durabilidade e rentabilidade. Alm de tudo isso, a FordCaminhes oferece facilidade na aquisio com timas taxas de financiamento pela FordCrdit, compromisso com a sociedade, como o projeto Sorrindo com a Ford, queatende a famlias carentes e a caminhoneiros por todo o Brasil. E tem mais ainda, pois

    todos os caminhes Ford vm equipados com motores de baixa emisso de poluentes erudos, contribuindo com a natureza. Para atender toda esta estrutura, contamos comnossa rede de distribuidores, todos altamente treinados para auxili-lo e oferecer o melhoratendimento, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

    Bem-vindos Ford !!!

    Misso FordSomos uma famlia global e diversificada, com um legado histrico do qual nosorgulhamos e estamos verdadeiramente comprometidos em oferecer produtos eservios excepcionais, que melhorem a vida das pessoas.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    8/252

    1-02

    FordCargo1 03

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NResponsabilidade Social Ford

    Ns, da Ford, temos nos empenhado em desenvolver polticas que priorizam o meioambiente e a educao nas comunidades nas quais atuamos, por reconhecermos que orespeito ao ser humano e natureza so premissas fundamentais para o desenvolvimentoeconmico-sustentvel e para uma sociedade mais justa.

    Todas as nossas unidades fabris tm a cer tificao ISO 14000 - norma que qualifica aempresa como ambientalmente responsvel. Alm do cumprimento s exigncias legais,ns realizamos a coleta seletiva do lixo, tratamos e reutilizamos a gua proveniente do

    processo de pintura, incentivamos a reciclagem de materiais e o uso consciente da guae da energia.

    Passamos tambm a utilizar, em todas as literaturas de bordo, o papel reciclado.

    O papel reciclado o resultado de um processo que oferece benefcios natureza e sociedade, uma vez que gera economia de energia, de gua e produtos industriais, almde reduzir a quantidade de materiais descartados no meio ambiente.

    Logo, ns da Ford, acreditamos que aes como essas podem, de fato, tornar o mundoem que vivemos melhor.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    9/252

    1-03

    FordCargo1 04

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NControle de Poluio Ambiental

    Em atendimento ao estabelecido pela Legislao vigente, seu veculo est equipado comum sistema que reduz a emisso de poluentes.

    Importante

    A utilizao de aditivos suplementares no combustvel no necessria e pode ser at,em alguns casos, prejudicial ao motor e ao meio ambiente.

    Consulte o item Alimentao de Combustvel, no captulo Seu Ford de A a Z,neste manual.

    Este veculo tambm est em conformidade com a legislao vigente de controle dapoluio sonora para veculos automotores.

    Limite mximo de rudo externo para fiscalizao de veculo em circulao:

    rotoM oledoM omixmoduR

    816 88,8 dB @ 1725 rpmCummins 4.5ISB 160 P7-0

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    10/252

    1-04

    FordCargo1 05

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NSites Ford

    Para estreitar ainda mais o relacionamento com os nossos Clientes, ns da Fordpossumos diversos websites que atendem diferentes necessidades, deconfigurador de veculos a preos de acessrios e lista de Distribuidores. Veja umresumo do que cada um deles oferece:

    www.ford.com.brPortal de acesso a todos os sites da marca, com informaesinstitucionais, de produtos, servios e rede de distribuidores, entre outras. Possui

    configurador de veculos e de acessrios e informaes detalhadas de toda linha Ford,com imagens externas, internas e fotos 360, para que voc possa escolher o produtoque mais se adequa s suas necessidades.

    www.fordcaminhoes.com.brSite institucional da Ford Caminhes, com informaesrelevantes para empresas e caminhoneiros. Possui configurador de veculos, para ajudarvoc a escolher o modelo mais adequado.

    www.fordcredit.com.brSite institucional da Ford Credit, para interessados em serviosfinanceiros. Possui simulador de financiamento e diversas informaes sobre promoese outras atividades de nossa empresa.

    www.consorcionacionalford.com.brSite para interessados em consrcio, cominformaes detalhadas e servios e acompanhamento online dos leiles.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    11/252

    1-05

    FordCargo1 06

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NNossos Distribuidores

    Existem inmeros Distribuidores Ford ao redor do mundo. Todos tm em comum aconstante busca pela excelncia no atendimento ao Cliente, visando sua total satisfao.

    Cada Distribuidor uma pea vital na estrutura Ford, tendo como responsabilidadeprojetar a qualidade da nossa marca e torn-Ia cada vez mais valiosa.

    Para alcanar esta excelncia, nossos Distribuidores contam com o Centro deTreinamento Ford Caminhes, pioneiro da indstria automobilstica no treinamento deseus profissionais, alm de ferramentas e equipamentos de ltima gerao desenvolvidos

    exclusivamente para cada modelo de nossos veculos.Nossos Distribuidores dispem, tambm, de servios adicionais, listados abaixo, paramelhor atend-lo. A relao de todos os Distribuidores Ford Caminhes, com telefones eendereos, encontra-se no manual Lista de Distribuidores.

    Simbologia

    Horrio estendido

    Socorro mecnico / guincho

    Planto final de semana / feriados

    Ptio para pernoite

    Dormitrio

    Refeitrio

    Planto 24 horas

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    12/252

    1-06

    FordCargo1 07

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NDisk Ford Caminhes

    O Disk Ford Caminhes o seu canal direto para obter informaes sobre nossosprodutos, esclarecer dvidas sobre procedimentos, revises, garantias, peas e servios.

    Dispe de uma ampla estrutura, dividida em clulas de atendimento, composta porprofissionais altamente treinados e aptos a oferecer um servio rpido e de qualidade.

    O Disk Ford Caminhes foi o primeiro servio de atendimento ao Cliente da indstriaautomobilstica a oferecer suporte 24 horas por dia, 365 dias por ano, incluindo feriados.

    Para entrar em contato com o Disk Ford Caminhes, ligue 0800 703 3673 ou digite0800 703 FORD.

    Dispomos tambm de outro canal de comunicao, o ICC - Internet Call Center,conhecido tambm como CHAT. Para acess-Io, basta clicar nomenu Fale Conosco, atravs do site www.fordcaminhoes.com.br

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    13/252

    1-07

    FordCargo1 08

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NS.O.S. Ford Caminhes

    um servio de assistncia gratuita que pode ser acionado 24 (vinte e quatro) horas pordia, todos os dias da semana, sempre que o veculo estiver fora do domiclio (endereodo proprietrio ou da sede da empresa). Utilizado em situaes emergenciais, quando oveculo apresentar pane (defeito de origem mecnica ou eltrica, que impea oveculo assistido de rodar por meios prprios), seja no Brasil ou em outros pases daAmrica do Sul: Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile.

    Se necessrio, o S.O.S. Ford Caminhes poder solicitar ao usurio um comprovante de

    domiclio. Entre as facilidades, esto: reparo por telefone ou local, remoo do veculoassistido, retorno ao domiclio ou continuao da viagem, hospedagem, chaveiro, entreoutros. Veja a seguir todos os detalhes que compem o servio S.O.S. Ford Caminhes.

    Perodo de validadeO servio de assistncia 24 (vinte e quatro) horas vlido pelo perodo de 1 (um) ano,sem limite de quilometragem para todos os modelos, exceto o Cargo 1933, que possui 2(dois) anos ou 200.000 km de limite, prevalecendo a condio que primeiro ocorrer. Para

    isso, no deixe de cumprir o plano de manuteno preventiva do veculo, observando osdevidos prazos e quilometragens de reviso contidos no Captulo 3 Cuidando do seuFord. Este perodo contado a partir da data da compra do veculo, pelo primeiroproprietrio.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    14/252

    1-08

    FordCargo1 09

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NComo Solicitar os Servios do S.O.S. Ford Caminhes

    No Brasil, ligue gratuitamente para 0800 703 3673.

    Nos demais pases integrantes do Mercosul, ligue a cobrar para 55 11 4331 5072,solicitando auxlio da companhia telefnica local.

    Durante a ligao tenha em mos os seguintes dados:

    a) o nmero do chassi (identificado no documento de licenciamento);

    b) placa do veculo;

    c) nome do proprietrio ou condutor;d) telefone para contato;

    e) o motivo da chamada;

    f) endereo onde se encontra o veculo.

    Todas as ligaes sero gravadas, com todas as garantias de proteo e sigiloexigidas por lei. O Usurio ser informado no incio da ligao.

    Importante

    Os pagamentos ou reembolsos de despesas sero complementares aos que forempagos ao Usurio por servios similares ao do SOS Ford Caminhes, por terceirosresponsveis ou por seguradoras, vedada a duplicidade dos benefcios previstos nestefolheto.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    15/252

    1-09

    FordCargo1 10

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NServios disponveisSem franquia de quilometragem

    1. Reparo por telefone

    Caso o veculo apresente alguma pane que impea sua locomoo por meiosprprios, o S.O.S. Ford Caminhes buscar, sempre que possvel, esgotar asalternativas existentes para solucionar a pane atravs do telefone, orientando o Usuriosobre como proceder. As orientaes transmitidas levaro em considerao asegurana do Usurio, do veculo e a integridade da garantia de fbrica.

    2. Reparo no local

    Caso seja tecnicamente vivel, ser enviado um tcnico para realizar o reparo no local.Esta alternativa ser utilizada na impossibilidade de solucionar a pane atravs do

    telefone. Esse servio ser realizado pelo Distribuidor Ford Caminhes disponvel maisprximo.

    Cabe nica e exclusivamente ao S.O.S. Ford Caminhes determinar, de acordo comcada situao, quais so os reparos tecnicamente viveis de se realizar no local,levando sempre em considerao a segurana do Usurio, do veculo e a integridadeda garantia de fbrica.

    Importante

    Sendo necessria a substituio de uma ou mais peas, o Distribuidor Ford Caminhesfar uma anlise no momento do atendimento e, se as falhas encontradas noestiverem relacionadas qualidade e/ou defeito de fabricao, o reparo dever ser pagopelo Usurio diretamente ao Distribuidor Ford Caminhes no momento do atendimento.

    3. Remoo do veculo

    O veculo ser removido at o Distribuidor Ford Caminhes mais prximo quando nofor possvel a realizao do reparo no local. Existindo mais de um Distribuidor FordCaminhes dentro de um raio de 50 km (cinquenta quilmetros) do local da pane, oUsurio poder escolher o Distribuidor Ford Caminhes de sua preferncia.

    Em caso de acidente de trnsito, o veculo somente poder ser removido aps aliberao pelas autoridades de trnsito competentes.

    O limite mximo de custo por evento deR$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais).

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    16/252

    1-10

    FordCargo1 11

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NImportante

    Veculos com carga devem ser descarregados antes que seja efetuada a remoo doveculo. O S.O.S. Ford Caminhes no se responsabiliza pela retirada, guarda ou danos carga transportada pelo Usurio e/ou por objetos deixados no interior do veculo.

    4. Guarda do veculo

    Em funo do horrio da assistncia, o veculo assistido poder ser removido peloS.O.S. Ford Caminhes para guard-lo em um local seguro para posterior ingresso noDistribuidor Ford Caminhes, no primeiro dia til aps a assistncia.

    O custo deste servio est incluso no limite mximo previsto no item Remoo doveculo.

    5. Transmisso de mensagens urgentes

    Caso haja a utilizao efetiva de qualquer um dos servios descritos anteriormente,voc poder solicitar a transmisso de uma mensagem, atravs do telefone, de carterpessoal ou profissional.

    6. Informaes sobre telefones teis

    O S.O.S. Ford Caminhes informar ao Usurio os endereos e telefones da Rede deDistribuidores Ford Caminhes, hotis, hospitais e delegacias de polcia.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    17/252

    1-11

    FordCargo1 12

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NServios disponveis em caso de pane a partir de 50 km dodomiclio1. Retorno ao domiclio ou continuao da viagem

    Constatada a impossibilidade de reparar o veculo assistido no prazo de 1 (um) dia til,desde que previamente atendido pelo S.O.S. Ford Caminhes, ser disponibilizado aosbeneficirios (Usurio mais dois ocupantes do veculo assistido) o meio de transportemais adequado para o retorno ao domiclio. Se o Usurio optar pela continuao daviagem, o S.O.S. Ford Caminhes providenciar o transporte dos beneficirios (Usurio

    mais dois ocupantes do veculo assistido) at o local de destino, desde que a distnciaseja equivalente ou inferior de retorno ao domiclio.

    O custo deste servio est incluso no limite mximo previsto no item Remoo doveculo.

    Caso no seja possvel disponibilizar o transporte dos beneficirios (Usurio mais doisocupantes do veculo assistido) no mesmo dia em que ocorrer a pane, o S.O.S. FordCaminhes poder disponibilizar um pernoite em hotel para os mesmos, em valorequivalente a R$ 75,00 (setenta e cinco reais) por beneficirio.

    2. Hospedagem

    Constatada a impossibilidade de reparar o veculo assistido no prazo de 1 (um) dia til,desde que previamente atendido pelo S.O.S. Ford Caminhes, e o Usurio opte porno utilizar o servio de retorno ao domiclio ou continuao da viagem, podero serdisponibilizadas at 2 (duas) dirias em hotel para os beneficirios (Usurio mais doisocupantes do veculo assistido) em valor equivalente a R$ 75,00 (setenta e cincoreais) por dia, por beneficirio.

    Os itens retorno ao domiclio ou continuao da viagem dos beneficirios ehospedagem no so cumulativos.

    No esto cobertas despesas extras de hospedagem, tais como: refeies,bebidas e todas aquelas que no estejam inclusas no custo da diria do hotel.

    3. Transporte do Usurio para a recuperao do veculo

    Caso o Usurio tenha optado pelo servio retorno ao domiclio ou continuao daviagem, o S.O.S. Ford Caminhes colocar disposio do Usurio, ou de uma

    pessoa por ele indicada, o meio de transporte mais adequado para a recuperao doveculo. Este servio est limitado a uma distncia entre o local da pane e o domiclio.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    18/252

    1-12

    FordCargo1 13

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    N4. Envio de chaveiro

    Em caso de quebra ou abandono da chave no interior do veculo, o S.O.S. FordCaminhes poder providenciar o envio de um chaveiro at o local da assistncia. Aconfeco da chave e/ou das fechaduras so de responsabilidade do Usurio.

    Servios disponveis em caso de acidente de trnsito a partir de 50km do domiclio1. Transporte inter-hospitalar ou remoo mdica

    Em decorrncia de acidente de trnsito com o veculo assistido e depois de prestadosos primeiros socorros, quando o centro hospitalar da localidade no dispuser derecursos adequados para o tratamento do quadro clnico apresentado, o S.O.S. FordCaminhes far o transporte do Usurio em ambulncia, ou no meio recomendadopelo mdico responsvel, at o centro hospitalar mais adequado ou at o domiclio.

    O limite mximo de custo por evento de R$ 2.000,00 (dois mil reais).

    2. Transporte do Usurio falecido e envio de familiar

    No caso de falecimento do Usurio em decorrncia de acidente de trnsito com oveculo assistido, o S.O.S. Ford Caminhes tratar das formalidades para orepatriamento do corpo, garantindo o pagamento das despesas: transporte at o localde inumao no Brasil e gastos para o fornecimento da urna funerria necessria paraeste transporte.

    O limite mximo de custo deste servio de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais).

    O S.O.S. Ford Caminhes cobrir tambm as despesas de transporte de 1 (um) familiarpara o local onde se encontra o corpo. Esse servio est limitado a 1 (uma) passagem

    area de ida e volta, em linha regular, classe econmica, abrangendo a distncia entreo local do acidente de trnsito e o domiclio.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    19/252

    1-13

    FordCargo1 14

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    N

    ExclusesNo sero reembolsadas despesas provenientes de:

    servios providenciados diretamente pelo Usurio, sem prvia aprovao do S.O.S.Ford Caminhes e cobrana de qualquer indenizao ou reparao;

    aquisio de prteses e culos, bem como despesas de assistncia por gravidez ouparto;

    assistncias mdicas, farmacuticas, hospitalares e odontolgicas despendidas pelo

    Usurio no Brasil ou no exterior; tratamento de doenas nervosas, neuroses, psicoses, inclusive traumtica ou

    puerperal, bem como as causadas por epilepsia traumtica ou essencial, que exijaminternao, psiquiatria, psicanlise, psicoterapia ou sonoterapia;

    tratamento de doenas ou leses que se produzam como consequncia de doenacrnica;

    servios especiais para resgate do veculo, em casos de acidentes de trnsitos emlocais de difcil acesso;

    reparos, aps a entrada do veculo assistido no Distribuidor Ford Caminhes.

    Disposies gerais Para cada assistncia prestada pelo S.O.S. Ford Caminhes, o custo total dos servios

    acima descritos, inclusive custos referentes a pedgios, balsas e outras taxas, estocobertos at o limite financeiro.

    O S.O.S. Ford Caminhes se responsabilizar por eventuais danos que venham aocorrer no veculo assistido durante sua remoo at o Distribuidor Ford Caminhes,desde que esse servio tenha sido organizado pelo S.O.S. Ford Caminhes e que oUsurio comunique o dano provocado em um prazo mximo de 24 (vinte e quatro)

    horas da realizao do servio. Em qualquer situao, esto excludas as indenizaespor lucros cessantes;

    O S.O.S. Ford Caminhes prestar os servios sempre de acordo com asdisponibilidades locais;

    Os eventuais reembolsos de despesas previamente analisados e autorizados deveroobedecer aos procedimentos informados pelo S.O.S. Ford Caminhes;

    Ficaro sob responsabilidade do Usurio as taxas de liberao do veculo a serempagas aos rgos oficiais, como polcia, DETRAN, prefeitura, entre outros.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    20/252

    1-14

    FordCargo1 15

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NPerda de assistncia em casos de: participao do veculo em competies de qualquer espcie ou natureza;

    toda e qualquer falha que caracterize falta de manuteno do veculo;

    morte por suicdio ou leses e consequncias decorrentes de tentativas do mesmo;

    trfego por estradas ou caminhos de difcil acesso aos veculos comuns ou noabertos ao trfego;

    acidente causado pelo Usurio, devido ao consumo de lcool, drogas, produtos

    txicos, entre outros; atos intencionais, atividades criminosas ou dolosas do Usurio.

    Caso fortuito ou de fora maior, entre eles:

    atos de terrorismo e vandalismo, greves, guerras e quaisquer perturbaes de ordempblica;

    atos ou atividades das Foras Armadas ou de Foras de Segurana em tempos de paz;

    eventos causados por efeito nuclear ou radioativo;

    eventos decorrentes de fenmenos da natureza, tais como: inundaes, terremotos, etc.

    Poder ocorrer o cancelamento do servio de assistncia quando:

    o Usurio omitir informaes ou fornecer falsas informaes intencionalmente;

    o Usurio causar ou provocar intencionalmente um fato que d origem necessidadede prestao dos servios aqui descritos.

    Importante

    O S.O.S. Ford Caminhes um servio de atendimento para casos de emergncia;portanto, no atender veculos que estejam aptos a rodar por meios prprios e que

    tenham condies de se dirigir at um Distribuidor Ford Caminhes.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    21/252

    1-15

    FordCargo1 16

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NDefinies dos Termos Utilizados

    Acidente de trnsitoColiso ou capotagem envolvendo direta ou indiretamente o veculo assistido e que oimpea de rodar por meios prprios.

    Assistncia

    Todos os servios prestados aos beneficirios e ao veculo assistido, gerados por paneou acidente de trnsito.

    BeneficiriosUsurio mais 2 (dois) ocupantes do veculo assistido, desde que afetado por problemasmecnicos e/ou eltricos ou acidente de trnsito.

    DomiclioEndereo do proprietrio (no caso de pessoa fsica) ou da sede da empresa (no caso depessoa jurdica) constantes na base de dados do S.O.S Ford Caminhes.

    PaneTodo defeito de origem mecnica ou eltrica, reconhecido pela Ford Motor CompanyBrasil Ltda. que impea o veculo assistido de rodar por meios prprios.

    UsurioProprietrio ou condutor do veculo no momento da Assistncia, desde que tenharesidncia no Brasil.

    Veculo assistidoVeculo que consta na base de dados do S.O.S. Ford Caminhes.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    22/252

    1-16

    FordCargo1 17

    Ningum cuida doseu Ford como a Ford

    NManuais que Compem a

    Literatura de BordoSeu Ford de A a ZContm informaes sobre o manuseio do veculo,conselhos e indicaes para se obter uma conduomais econmica e segura, dados sobre a garantiado produto e as operaes de manuteno nasrevises, bem como os intervalos em que estasdevero ser efetuadas.Antes de dirigir o seu Ford Cargo pela primeira vez, recomendvel a leitura cuidadosa deste manual,que descreve, independentemente do modelo do seuveculo, todos os equipamentos opcionais disponveis.

    Lembre de que o no cumprimento do programaregular de reviso, lubrificao e manutenoimplica na perda da validade da garantia. , portanto,

    de fundamental importncia, submeter o veculo srevises peridicas, nos perodos indicados nocaptulo Cuidando do seu Ford deste manual.

    Manual Bsico de Segurana no TrnsitoElaborado pela ABETRAN - Associao Brasileira deEducadores de Trnsito, contm normas decirculao, infraes, penalidades, noes de

    direo defensiva e primeiros socorros.

    Lista de Distribuidores FordContm endereos e telefones dos DistribuidoresFord Caminhes, alm de servios adicionaisdisponveis na data da publicao. Mantenha-osempre mo e consulte-o sempre que necessitar.

    816 6CC4519A321 AAC45 9A32 AA

    Ford Cargo

    Fordord Cargorgo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    23/252

    1-17

    c

    ap

    tul

    o02 Seu Ford de A a Z

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    24/252

    FordCargo

    Ford Cargo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    25/252

    FordCargo2 02

    AVista

    AaZ (ndice ilustrado)

    Seu Ford

    de

    2-62

    2-135

    2-120

    2-68

    2-140

    2-23

    2-77

    2-138

    2-62

    2-135

    2-16

    2-33

    2-19

    2-124

    2-08

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    26/252

    2-02

    FordCargo2 03

    APainel dos instrumentos

    AaZ (ndice ilustrado)

    Seu Ford

    de

    2-81

    2-29

    2-48

    2-55

    2-89

    2-106

    2-1242-120 2-52 2-48 2-144

    2-58 2-69 2-06 2-79

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    27/252

    2-03

    FordCargo2 04

    AAaZ (ndice ilustrado)

    Seu Ford

    de

    Capuz

    2-120 2-16 2-69

    2-81 2-133 2-64

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    28/252

    2-04

    FordCargo2 05

    AImportante

    As informaes aqui contidas referem-se a um veculo Ford Cargo equipado com todosos opcionais e equipamentos disponveis. O seu Ford Cargo poder no dispor de todosos equipamentos mostrados neste manual.

    Os dados contidos no manual so meramente informativos do modo de uso de cadaequipamento, no constituindo qualquer garantia quanto existncia, s caractersticas

    tcnicas ou forma deles em seu veculo.

    As ilustraes, informaes tcnicas e especificaes desta publicao so vigentes ato momento de sua impresso.A Ford Motor Company Brasil Ltda.reserva-se ao direito de, a qualquer tempo, revisar,modificar, descontinuar ou alterar qualquer modelo de seus produtos, sem prvio aviso.

    Nenhuma dessas aes gerar por si qualquer obrigao ou responsabilidade para a Fordou para o vendedor face ao Cliente.

    Fica proibida a reproduo total ou parcial desta publicao, assim como de suasilustraes ou ainda tradues, gravaes e fotocpias da mesma, por meios mecnicosou eletrnicos, sem a permisso prvia da Ford Motor Company Brasil Ltda.

    AaZ (ndice ilustrado)

    Seu Ford

    de

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    29/252

    2-05

    FordCargo2 06

    AAcessriosApresentao

    Dirigir distrado pode resultar em perda do controledo veculo, acidentes e ferimentos.

    Importante

    A Ford recomenda ao motorista no usar qualquerdispositivo ou recurso que possa tirar a ateno darodovia, uma vez que sua principal

    responsabilidade a de operar o veculo comsegurana.Desaconselhamos o uso de qualquer dispositivoao dirigir e recomendamos o cumprimento de

    todas as leis aplicveis.

    Conduo / Modo de operaoAcendedor de cigarros (se disponvel)Pressione o acendedor de encontro ao painel. Emalguns segundos sua resistncia estarincandescente, pronta para uso.

    Ao reinstal-lo, posicione-o em seu alojamento sem

    comprimir o boto.

    12VV12VV

    Importante

    No conecte qualquer equipamento eltrico noreceptculo do acendedor, sob pena de danific-lo.

    Tomada de fora 12VPuxe a tampa para abrir o conector. No useequipamentos com potncia maior que 180 Watts.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    30/252

    2-06

    FordCargo2 07

    ABuzinaPara acion-la, pressione o boto na extremidade daalavanca de controle do indicador de direo.

    Acessrios

    CinzeiroPara limpeza, remova o cinzeiro pressionando a parteinferior, puxando-o ao mesmo tempo para fora.

    Para reinstal-lo, encaixe os pinos da parte inferior docinzeiro e, pressionando levemente a mola,reposicione-o no alojamento.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    31/252

    2-07

    FordCargo2 08

    AA limentaode combustvel

    Precaues de segurana

    Importante

    O derramamento de combustvel pode ser perigosopara outros usurios da estrada.No use qualquer tipo de chama ou calor nasproximidades do sistema de combustvel. H riscode ferimentos se o sistema de combustvel estivercom vazamento.

    Qualidade do combustvel - dieselPara o correto funcionamento, este veculo deveser abastecido apenas com Diesel S10.

    A utilizao de diesel inadequado acarretar em

    danos ao sistema do catalisador, que no serocobertos em garantia.

    Importante

    No misture diesel com leo, gasolina, metanol,querosene, ARLA 32 ou outros lquidos. A misturapode causar uma reao qumica.No utilize leo vegetal puro como combustvel,

    isso pode danificar o sistema de combustvel.

    No recomendamos o uso prolongado de aditivosdestinados a evitar enceramento do combustvel.

    Seu veculo est apto ao uso de Biodiesel B5(mistura de 5%de biodiesel com diesel)conforme especificado pelas normasbrasileiras vigentes.

    Apresentao

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    32/252

    2-08

    FordCargo2 09

    AConduo / Modo de operao

    ImportanteAo abastecer no estacione o veculo sobre folhassecas ou grama seca.Aps desligar o motor, o escapamento continuara irradiar uma quantidade considervel de calor.Isso representa um potencial perigo de incndio.

    Tampa do bocal de abastecimento decombustvel

    Importante

    Ao reabastecer, tome cuidado para evitar oderramamento de combustvel residual do bico do

    tubo de abastecimento. recomendvel aguardar no

    mnimo 10 segundos antes de remover o bico dotubo de abastecimento para que o combustvel possaescoar para dentro do tanque. Ao lavar seu veculocom jatos dgua em alta presso, evite direcionar ojato diretamente na tampa.

    Ao retirar a tampa do tanque de combustvel normal ouvir-se um rudo caracterstico.

    Recomendaes Mantenha o reservatrio de combustvel cheio

    durante a noite. Drene diariamente a gua do filtro separador de

    gua antes de ligar o motor. Limpe o reservatrio de combustvel pelo menos

    uma vez por ano.

    Alimentaode combustvel

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    33/252

    2-09

    FordCargo2 10

    A

    Reabastecimento

    Importante

    No tente ligar o motor caso tenha abastecido otanque com combustvel errado. Isso podedanificar o motor. Procure imediatamente um

    tcnico adequadamente treinado para verificar osistema em um Distribuidor Ford Caminhes.

    Importante medida que o leo diesel do reservatrio decombustvel vai sendo consumido, pode ocorrera entrada de ar contendo umidade. Como durantea noite a temperatura ambiente diminui, a umidadedo ar se condensa nas paredes do reservatrio ena superfcie do diesel, facilitando a contaminaodo combustvel por bactrias.

    A limentaode combustvel

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    34/252

    2-10

    FordCargo2 11

    AFiltro separador de guaEst localizado no lado direito do caminho, nalongarina, ao lado do tanque de combustvel epossui os seguintes componentes: Parafuso de sangria (1). Bomba para escorva (2). Cabeote (3). Elemento filtrante (4).

    Reservatrio de gua (5). Sensor de gua (6). Bujo (7).

    Manuteno

    Quando o volume de gua retida atingir seu limitemximo, a luz indicadora de manuteno, noconjunto de luzes do painel, acende indicando que osistema deve ser drenado.Para dren-lo, solte o bujo (7) at que as impurezasvisveis sejam eliminadas por completo.Para a limpeza do copo, efetue a drenagem completado elemento, desrosqueie-o do filtro lavando-o aseguir com leo diesel limpo. Aps a montagem,faa a sangria do sistema.

    Importante

    possvel confirmar a presena de guaobservando-se o reservatrio transparente do filtro,ou ento atravs do sistema de diagnstico debordo.

    Alimentaode combustvel

    7

    6

    1

    2

    4

    5

    6

    3

    7

    Consulte o item Diagnsticos de bordo,neste captulo, para detalhes referentes ao

    diagnstico.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    35/252

    2-11

    FordCargo2 12

    AA limentaode combustvel

    Sangria - procedimento de partida apssubstituio do filtro separador de guaou de pane secaAps substituir um filtro ou caso o motor interrompao funcionamento por falta de combustvel, efetue asangria no sistema.

    Verifique se h combustvel no tanque.

    Solte o parafuso de sangria (1) que fica na partesuperior do filtro.

    Coloque um recipiente sob o filtro para coletar ocombustvel do processo de sangria.

    Bombeie, pressionando e soltando o mbolo dabomba de escorva (2) at que o combustvel saiasem bolhas pelo parafuso de sangria.

    Feche o parafuso de sangria e bombeie novamente

    o mbolo at que o mesmo apresente resistncia. D partida no motor segurando a partida por, nomximo, 7 segundos.

    Bombeie novamente o mbolo at que o mesmoapresente alguma resistncia.

    D a partida novamente segurando a ignio por,no mximo, 7 segundos, em intervalos de 10segundos at o motor entrar em funcionamento.

    Deixe-o funcionando por 1 minuto para eliminar todoar do sistema.

    1

    2

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    36/252

    2-12

    FordCargo2 13

    AFiltro de combustvelLocalizado prximo ao ECM, retm impurezas que

    tenham passado pelo filtro separador de gua, emelementos de papel especial.

    Manuteno

    O filtro deve ser trocado nos perodos indicados noplano de manuteno preventiva:

    Remova o filtro do seu cabeote.

    Limpe a rea ao redor do cabeote do filtro.

    Passar leo diesel na borracha de vedao.

    Rosqueie o filtro novo com as mos, at que oanel de borracha faa contato.

    Aperte mais 1/2 a 3/4 de volta.

    Alimentaode combustvel

    Importante

    O aperto do filtro com o uso de ferramentas podecausar danos na rosca, ou esmagamento do anel devedao.

    Importante

    No abastea o filtro novo com diesel para evitarcontaminao do combustvel. Execute oprocedimento de sangria conforme descrito.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    37/252

    2-13

    FordCargo2 14

    AApresentao

    O alternador faz parte do sistema de carga da bateriae da alimentao eltrica do veculo.

    Conduo / Modo de operao

    Importante

    Evite avarias no alternador, impedindo que omotor do veculo funcione com os cabos dabateria ou conexes do alternador desligados.

    Evite que ocorram inverses nos cabos doalternador, motor de partida e baterias. A falta deaterramento nos terminais pode causar sriosdanos.

    Caso se faa alguma solda eltrica no veculo,devero ser desligados os terminais da bateria,

    como tambm os conectores do Mdulo deControle Eletrnico do Motor, para evitar danosao sistema eltrico do veculo.

    No reboque o veculo com a bateria removidaou desligada, deixando o motor girar o alternadore no faa o motor funcionar com o alternadordesligado do circuito (conexes removidas).

    A lternador

    Aps a partida, com o motor em marcha lenta, a luzindicadora de carga da bateria poder permaneceracesa. Neste caso, acelerando o motor a luz seapagar. Se a luz continuar acesa, procure umDistribuidor Ford Caminhes.

    Polia doalternador Polia intermediria

    Polia dabomba dgua

    rvore demanivelas

    Compressor do ar condicinado

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    38/252

    2-14

    FordCargo2 15

    ACorreia de acionamentoVerificao da tenso

    Para remover a correia necessrio soltar a porcacorrespondente para aliviar a presso da mola do

    tensor, com auxlio de um pino adequado.

    Examine cuidadosamente a correia quanto aqualquer sinal de trincas, perfuraes, rasgos epresena de perfurantes, caso sejam detectados, a

    correia dever ser substituda. Consultar o plano demanuteno para verificao do perodo de trocanormal da correia ou consulte um distribuidor.

    Instalao da correia

    Posicione primeiramente a correia sobre a polia darvore de manivelas (1) e depois a deslize-a sobre apolia do alternador (2).

    Em seguida, instale a correia na polia da bombadgua (3), do compressor do ar condicionado (5)

    (se disponvel) e polia intermediria (4), apertando aporca correspondente do tensionador com o auxliode um pino adequado.

    Motor sem ar condicionado

    Motor com ar condicionado

    A lternador

    1

    3

    42

    5

    3

    2

    1

    4

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    39/252

    2-15

    FordCargo2 16

    AApresentao

    Reservatrio de expanso

    Importante

    Jamais retire a tampa do reservatrio de expansocom a gua ainda quente, para evitar queimaduras.Proteja-se convenientemente.

    Verifique o lquido do sistema de arrefecimentoperiodicamente com o motor frio e desligado emuma superfcie plana. O nvel deve situar-se entre asmarcas MX. e MN. existentes no reservatrio deexpanso.

    Reabastea o sistema atravs da tampa deabastecimento.

    A tampa do reservatrio de expanso mantm oreservatrio pressurizado. Assim, quando forremovida com o motor quente, gire-acuidadosamente e deixe escapar o vapor,removendo-a a seguir.

    Mantenha-a sempre completamente apertada.

    Sensor do nvel de guaO baixo nvel do fluido de arrefecimento no sistema indicado por um alarme sonoro, intermitente, e

    uma luz de advertncia que se acende noconjunto de luzes do painel dos instrumentos. Seentrarem em funcionamento, pare o veculo, em localseguro verifique o nvel do lquido, completando senecessrio. Se aps o reabastecimento persistir o

    alarme de baixo nvel, inspecione o sistema em umDistribuidor Ford Caminhes.

    Arrefecimentodo motor

    MAXAX

    MININ

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    40/252

    2-16

    FordCargo2 17

    AVlvula termostticaControla a temperatura do fluido no sistema dearrefecimento. Assim, com o motor frio, ela semantm fechada, impedindo a passagem de gua dobloco para o radiador; somente quando a

    temperatura especificada para o regime de trabalhofor atingida que a vlvula se abre, permitindo que ofluido de arrefecimento circule por todo o sistema.No a retire ou inutilize.

    A alta temperatura do lquido de arrefecimento indicado por um alarme sonoro, intermitente, e

    uma luz de advertncia que se acende noconjunto de luzes do painel dos instrumentos.

    ManutenoSubstituio do fluido do sistema dearrefecimento

    ImportanteJamais retire a tampa do reservatrio de expansocom a gua ainda quente, para evitar queimaduras.Proteja-se convenientemente.

    O fluido de arrefecimento deve ser substitudo nosperodos indicados na Tabela de manuteno. Estacione o caminho em local plano. Abra o capuz. Remova a tampa do reservatrio de expanso. Coloque um recipiente sob o radiador com

    capacidade adequada. Desconecte a mangueira do radiador.

    Examine o estado das mangueiras e as abraadeirasquanto a danos. Substitua, se necessrio.

    Arrefecimentodo motor

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    41/252

    2-17

    FordCargo2 18

    AArrefecimentodo motor

    Examine o radiador quanto a vazamentos, danos eacmulos de sujeira. Limpe e repare o que fornecessrio.

    Examine tambm o radiador do ar da admissops-turbocompressor, quanto ao acmulo desujeira.

    Abastea o reservatrio com o fluido indicado nocaptulo 4.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    42/252

    2-18

    FordCargo2 19

    AAutodiagnsticoApresentao

    Seu Caminho Ford Cargo est equipado com umsistema de autodiagnose de bordo (OBD), que temcomo objetivo facilitar a deteco imediata dequalquer deteriorao ou falha do equipamento decontrole de emisses de poluentes.

    O OBD est de acordo com a Legislao Brasileira doIBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos

    Recursos Renovveis), Instruo Normativa n4, de12 de maio de 2010.

    Conduo / Modo de OperaoEste sistema informa ao operador do veculo sobrefalhas que afetem o controle de emisses depoluentes.

    As informaes ao operador so fornecidas atravs

    de uma luz de advertncia.A LIM - Lmpada indicadora de mau funcionamentose acende nas seguintes situaes:

    Baixo nvel de fluido do Sistema SCR noreservatrio ou reservatrio vazio

    Utilizao de fluido inadequado ou adulterado

    Falha em qualquer componente do sistema deps-tratamento de gases de escape

    A LIM - Lmpada indicadora de mau funcionamentotambm se acende brevemente ao ligar a igniopara confirmar que o sistema est operacional.

    Se, ao ligar a ignio, a luz de advertncia noacender sinal de que existe uma anomalia.

    Providencie a verificao do sistema em umDistribuidor Ford Caminhes.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    43/252

    2-19

    FordCargo2 20

    A

    ImportanteCaso o motor entre no modo de reduo de

    torque, o que s ocorre com o veculo emvelocidade igual a zero, por motivos de segurana,procure imediatamente os servios de umDistribuidor Ford Caminhes.

    Quando o limitador de torque for ativado, o torque do

    motor ser reduzido em 25% do torque mximo paraveculos com at 16 ton. (inclusive).

    Autodiagnstico

    Consulte o item ps-tratamento, nestecaptulo, para mais informaes.

    Reduo do torque do motorO Programa PROCONVE (Programa de Controle daPoluio do Ar por Veculos Automotores), fase P7,determina que o nvel mximo de emisso de NOx deveser de 2,0 g/Kwh, e o no cumprimento dos nveis deemisses resultar em reduo do torque do motor.Para nveis de emisses de NOx acima de 3,5 g/Kwh,o sistema de autodiagnose de bordo OBD iracender a LIM e aps 48 horas consecutivas defuncionamento do motor, se a falha que ocasiona oaumento de NOx no for resolvida, o veculo entrarem um modo de reduo do torque do motor.Nveis de emisses de NOx acima de 7,0 g/Kwh ouse o fluido do sistema SRC acabar ir acender a luzde advertncia e o veculo entrar imediatamente emum modo de reduo do torque do motor.Em ambos os casos acima, o mdulo de controle do

    motor ir registrar a falha e a mesma no poder serapagada, mesmo aps ser solucionada e a LIM serapagada. Esta falha inativa estar disponvel fiscalizao dos rgos pblicos pelo perodo de 400dias ou 9600 horas de funcionamento do motor eficar sujeita s penalidades da legislao vigente.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    44/252

    2-20

    FordCargo2 21

    BBancosApresentao

    Quando usados adequadamente, o banco, oencosto de cabea e o cinto de seguranafornecero mxima proteo no caso de umacoliso.

    Importante

    Nunca ajuste os bancos com o veculo em

    movimento.

    Conduo / Modo de operao

    Importante

    Evite ajustar o banco nas posies mxima oumnima, pois nestas situaes haver perda de

    conforto.

    Banco do motorista com suspenso a arA rigidez do banco controlada pelo volume de arque inflado no balo do banco. Para aumentar arigidez coloque mais ar no balo. Para tornar o bancomais macio, tire ar do balo.

    Banco do motorista com ajustesmanuais

    1. Ajuste longitudinal

    Levante a alavanca e ajuste o banco mais prximoou mais afastado do volante.

    2. Boto de regulagem do ar

    Para aumentar a rigidez do banco pressione o ladoesquerdo do boto.

    3 4

    5

    1 2

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    45/252

    2-21

    FordCargo2 22

    BBancos3 e 4. Alavancas de regulagem da inclinao do

    assento

    Para erguer ou abaixar a parte dianteira/traseira doassento, gire a alavanca para baixo e alivie o peso docorpo sobre o assento.

    5. Ajuste de inclinao do encosto

    Gire a manopla para encontrar a melhor posio do

    encosto.6. Apoio de cabea

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    46/252

    2-22

    FordCargo2 23

    BApresentao

    O seu veculo est equipado com 1 bateria 12V,permitindo uma tenso nominal de 12V.

    A bateria est localizada no chassi, lado esquerdo,dentro da caixa de proteo. Para acess-la gire as

    travas e levante a tampa da caixa de proteo.

    Bateria e sistemade carga

    Conduo / Modo de operaoLuz de advertncia do sistema de cargada bateriaAcende-se com a chave de ignio na posio II(ignio ligada), indicando estar o sistemaoperacional.

    Importante

    A bateria do seu veculo foi dimensionada deacordo com os itens / acessrios originais Ford.No recomendada a adio de equipamentoseltricos que sobrecarreguem o sistema eltrico doveculo.

    Smbolo de aviso na bateriaGases

    Normalmente, as baterias produzem gases explosivosque podem causar ferimentos. Portanto, noaproxime chamas, fascas ou substncias acesas dabateria. Ao trabalhar prximo a uma bateria, proteja

    sempre o rosto e os olhos. Providencie sempreventilao apropriada.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    47/252

    2-23

    FordCargo2 24

    BBateria e sistemade carga

    Eletrlito

    O eletrlito da bateria (cido) fortemente corrosivo.

    Use sempre luvas e culos de proteo.

    Na eventualidade de contato de eletrlito com osolhos, lave-os imediatamente com gua fria eprocure, em seguida, por cuidados mdicos.

    Na eventualidade de ingesto de eletrlito, procure

    imediatamente por cuidados mdicos.

    CrianasA bateria dever ser guardada fora do alcance decrianas.

    Fascas e cigarros

    proibido provocar fascas ou fumar prximo dabateria. No manuseio de cabos e aparelhos eltricosevite a formao de fascas e curtos-circuitos.Jamais feche os circuitos entre os polos da bateria.Perigo de leso provocada por fasca com elevadadescarga eltrica.

    Reciclagem obrigatria da bateriaDevolva a bateria usada ao Distribuidor FordCaminhes no ato da troca (resoluo CONAMA257/99 de 30/06/99).

    Todo consumidor / usurio final obrigado adevolver a sua bateria usada num ponto de venda.No a descarte no lixo domstico.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    48/252

    2-24

    FordCargo2 25

    BBateria e sistemade carga

    Os pontos de venda so obrigados a aceitar adevoluo da bateria usada e a devolv-la aofabricante para reciclagem.

    Sinais de corrosoRemova os cabos dos terminais e limpe-os comuma escova de ao. O cido pode ser neutralizadocom uma soluo de bicarbonato de sdio e gua.Instale-os novamente e aplique uma pequenaquantidade de graxa na parte superior de cada

    terminal da bateria para evitar novo processo decorroso.

    Manuteno

    ImportanteQuando a bateria substituda ou simplesmentereligada, o veculo poder apresentar algumascaractersticas de conduo diferentes do normal,depois de religar a bateria, enquanto o sistema de

    controle do motor est se realinhando com omotor.

    A bateria livre de manuteno.

    Para a operao adequada da bateria, mantenha aparte superior limpa e seca e assegure-se de que oscabos estejam firmemente conectados aos terminaisda bateria.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    49/252

    2-25

    FordCargo2 26

    BDesuso prolongadoNo caso de desuso prolongado desligue o cabo terrada bateria.

    Remoo

    ImportanteAntes de remover qualquer um dos cabos dabateria, desligue antes a ignio. A seguir,desconecte os cabos da bateria. Comece pelocabo negativo (-). Tenha muito cuidado para evitaro contato de ambos os terminais da bateria comferramentas metlicas, ou o contato inadvertidoentre o terminal positivo (+) e o chassi do veculo,sob o risco de provocar curto-circuito.

    ImportanteAo levantar uma bateria de caixa plstica, o excessode presso das paredes laterais pode causar ovazamento de cido atravs das tampas deventilao, resultando em ferimentos e/ou danosao veculo ou bateria. Levante a bateria com um

    transportador de bateria ou com as mos nos

    cantos opostos utilizando luvas apropriadas.

    Instalao

    ImportanteAo religar a bateria, comece primeiro pelo cabopositivo (+) e, em seguida, o cabo terra ao polonegativo (-).

    Bateria e sistemade carga

    (-)

    (+)

    (-)

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    50/252

    2-26

    FordCargo2 27

    BPartida do motor com bateria e cabosauxiliares

    ImportanteUtilize exclusivamente baterias com a mesma

    tenso nominal. Utilize cabos auxiliares de partidacom alicates de polos isolados e cabo de bitolaapropriada. No desligue a bateria do sistema

    eltrico do veculo.Certifique-se de que os cabos estejam afastadosde peas mveis do motor.

    ImportanteQuando da utilizao de bateria auxiliar para partidado motor, cuidado com fascas que possam

    provocar a ignio dos gases desprendidos pelabateria.Evite o contato do cido sulfrico da bateria coma pele, olhos, roupas ou com o veculo.No caso de eventual respingo, lave imediatamentea rea atingida com gua corrente. Se necessrio,procure por cuidados mdicos.

    Desligue a chave de ignio e partida, luzes edemais acessrios eltricos.

    No caso da bateria auxiliar estar montada em outroveculo, eles no devero manter contato entre si.

    Utilize um par de cabos eltricos com bitolasadequadas e garras metlicas em suasextremidades, para interligar as baterias.

    A capacidade da bateria auxiliar deve sercompatvel com a do veculo (capacidade similar).

    Bateria e sistemade carga

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    51/252

    2-27

    FordCargo2 28

    BProcedimento1. Conecte o cabo auxiliar no terminal positivo (+)

    da bateria descarregada.

    2. Conecte o cabo auxiliar no terminal positivo (+)da bateria auxiliar.

    3. Conecte o cabo auxiliar no terminal negativo ()da bateria auxiliar.

    4. Conecte o cabo auxiliar no terminal do cabonegativo da bateria, na extremidade que estparafusada na carcaa da embreagem.

    5. D partida no motor do veculo com a bateriadescarregada mantendo sua rotao em regime demarcha lenta por dois minutos, aproximadamente,antes de ligar consumidores de energia comoventilao forada, faris, etc..

    6. Desconecte, ento, os cabos auxiliares dos

    terminais de ambas as baterias, comeando pelocabo negativo da bateria auxiliar, e depois a doveculo.

    Bateria e sistemade carga

    Cabo auxiliar

    Motor departida

    Carcaa daembreagem

    Bateriaauxiliar

    2

    3

    1

    4

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    52/252

    2-28

    FordCargo2 29

    BApresentao

    O bloqueio e desbloqueio autnomo comandadopelo motorista do veculo atravs de um cdigo desegurana inserido pela chave de ignio.

    A posio desligado corresponde posio 0dachave da ignio e a posio ligado corresponde posio II.

    Conduo / Modo de operaoBloqueio e desbloqueio autnomo (local)Bloqueio do veculo

    1. Certifique-se que o veculo est desbloqueado.

    2. Insira a chave no cilindro de ignio e gire a chaveda posio 0para IIo nmero de vezescorrespondente ao primeiro dgito da senha. Ao

    final dos movimentos, a chave dever estar naposio II.

    3. Aguarde at 10 (dez) segundos. A luz acenderuma vez confirmando que o primeiro dgito docdigo de segurana foi aceito. Gire ento a chavepara a posio 0.

    4. Gire a chave da posio 0para IIo nmero devezes correspondente ao segundo dgito da

    senha. Ao final dos movimentos, a chave deverestar na posio II.

    Bloqueioautnomo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    53/252

    2-29

    FordCargo2 30

    B5. Aguarde at 10 (dez) segundos.

    Se a luz acender 1 (uma) vez, a senha foi aceita.Gire a chave para a posio 0e aguarde 30(trinta) segundos para que o veculo sejabloqueado.

    Se a luz acender 2 (duas) vezes houve um erroou a senha no foi aceita. O veculo no foibloqueado. Neste caso, gire a chave para a

    posio 0e aguarde por pelo menos 20 (vinte)segundos e ento reinicie o procedimento.

    Desbloqueio do veculo

    Repita o procedimento de bloqueio.

    Substituio do cdigo de segurana do veculo

    1. Insira a chave no cilindro de ignio e gire-a daposio 0para IIpor 7 (sete) vezes. Ao final dosmovimentos a chave dever estar na posio II.

    2. Aguarde at 10 (dez) segundos. A luz acenderuma vez confirmando que o primeiro dgito do

    cdigo de troca de senha foi aceito. Gire a chavepara posio 0.

    3. Gire novamente a chave da posio 0para IIpormais 7 (sete) vezes. Ao final dos movimentos achave dever estar na posio II.

    B loqueioautnomo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    54/252

    2-30

    FordCargo2 31

    B4. Aguarde aproximadamente 10 (dez) segundos.

    Se a luz acender 3 (trs) vezes, o cdigo detroca de senha foi aceito. Gire ento a chavepara a posio 0.

    Se a luz acender por 2 (duas) vezes, houve umerro e o cdigo no foi aceito. Gire a chave paraa posio 0por pelo menos 20 (vinte)segundos e ento reinicie o procedimento.

    5. Gire a chave da posio 0para IIo nmero devezes correspondente ao primeiro dgito da senhaantiga. Ao final dos movimentos, a chave deverestar na posio II.

    6. Aguarde at 10 (dez) segundos. A luz acenderuma vez indicando que o primeiro dgito da senhaantiga foi aceito. Gire a chave para a posio 0.

    7. Gire a chave da posio 0para IIo nmero de

    vezes correspondente ao segundo dgito da senhaantiga. Ao final dos movimentos, a chave deverestar na posio II.

    8. Aguarde at 10 (dez) segundos.

    Se a luz acender uma vez, o segundo dgito dasenha antiga foi aceito. Gire a chave para aposio 0.

    Se a luz acender por 2 (duas) vezes houve um

    erro e o nmero no foi aceito. Gire a chave paraa posio 0e aguarde 20 (vinte segundos) parareiniciar o procedimento.

    9. Gire a chave da posio 0para IIo nmero devezes correspondente ao primeiro dgito da novasenha. Ao final dos movimentos, a chave deverestar na posio II.

    Bloqueioautnomo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    55/252

    2-31

    FordCargo2 32

    B10. Aguarde at 10 (dez) segundos. A luz acender

    uma vez, confirmando que o primeiro dgito danova senha foi aceito. Gire a chave para aposio 0.

    11. Gire a chave da posio 0para IIo nmero devezes correspondente ao segundo dgito da novasenha. Ao final dos movimentos, a chave deverestar na posio II.

    12. Aguarde at 10 (dez) segundos. Se a luz acender 4 (quatro) vezes, o nmero

    foi aceito e a senha foi trocada.

    Se a luz acender 2 (duas) vezes, houve umerro e a senha no foi trocada. Gire a chavepara a posio 0por pelo menos 20 (vinte)segundos e ento reinicie o procedimento.

    ImportanteO cdigo de segurana de fbrica 42. Substitua-oassim que possvel.

    B loqueioautnomo

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    56/252

    2-32

    FordCargo2 33

    CCabinaApresentao

    O fcil acesso s diferentes partes do motor e datransmisso proporcionado pelo basculamento dacabina.

    A elevao da cabina comandada por barras detoro calibradas, de modo a exigir esforo mnimodo operador.

    Um eficiente sistema de trava a mantm aberta, sem

    riscos de acidentes.A cabina pode ser basculada em 2 estgios:

    40 - em condies normais de operaes ereparos.

    50 - quando da remoo de itens maiores.Bascule-a a 50 somente nesta condio.

    TravaA chave acionadora da trava da cabina estposicionada sob o banco do motorista.

    ImportanteNunca coloque o veculo em movimento antes de

    se certificar-se do correto travamento da cabina.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    57/252

    2-33

    FordCargo2 34

    CCabina

    ImportantePara evitar leses ou avarias ao veculo, assegure-sede que todas as portas estejam devidamentefechadas, caso contrrio ao bascular a cabina aporta poder abrir acidentalmente e causarferimentos ou danos materiais.

    Antes de bascular a cabina Estacione o veculo em superfcie plana.

    Acione o freio de estacionamento.

    Posicione a alavanca de mudanas na posioneutro.

    Pare o motor.

    Prenda ou remova do interior da cabina todos os

    objetos soltos para evitar danos e acidentes. Feche as portas e todos os compartimentosporta-objetos.

    ImportanteAssegure-se de que o espao em frente e acima dacabina esteja livre e seja suficiente para permitir ainclinao da cabina.

    Freado

    Liberado

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    58/252

    2-34

    FordCargo2 35

    CCabinaConduo / Modo de operao

    Procedimento a 40 - Primeiro estgio Remova a tampa de segurana do sistema de

    travamento da cabina, com o auxlio da chave.

    Introduza a chave (A) no comando da trava,situada na parte externa da cabina, lado dopassageiro. Gire-a no sentido anti-horrio (1),

    empurre a manopla do gancho de segurana (2).Simultaneamente, puxe a chave acionadora datrava da cabina para fora (3), destravando omecanismo.

    Caso a cabina fique presa pela trava de segurana,retrave-a, e repita a operao de destravamento.

    Levante a parte traseira da cabina e bascule-a.

    ImportanteNo exera esforo lateral sobre a chave acionadorada trava, sob pena de danific-la.

    1

    2

    3

    A

    Procedimento a 50 - Segundo estgio Remova a grade da cabina.

    Remova o parafuso (A) inferior do suporte

    triangular da haste limitadora. Erga a cabina at oalinhamento entre os furos dos braos com o furodo suporte do pino central.

    ImportanteJamais retire o pino central dos braos limitadoresevitando, assim, a queda involuntria da cabina.

    Empurre, a seguir, a cabina para frente, at aposio de segundo estgio de basculamento.A

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    59/252

    2-35

    FordCargo2 36

    CCabina

    ImportanteSe o servio a ser executado sob a cabina exigir queo motor esteja em funcionamento, no deixeferramentas ou pedaos de pano prximo ao motorou ventilador do radiador, sob o risco de se

    engancharem nas partes mveis, provocando danosao caminho ou ferimentos.

    ImportanteNunca trabalhe sob uma cabina que no estejacompletamente basculada.

    Certifique-se de que o indicador da trava esteja

    saliente, para permitir o correto travamento dacabina.

    Retorno da cabina posio original

    ImportanteAfaste as mos e o corpo da regio deassentamento da cabina, para evitar ferimentos.

    ImportanteAo acionar o motor, no movimente o caminhocom a cabina basculada, para reduzir o risco deferimentos.Somente acione o motor com a cabina basculada se: A alavanca de mudanas estiver em ponto

    morto. O freio de estacionamento estiver devidamente

    aplicado.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    60/252

    2-36

    FordCargo2 37

    CCabina

    ImportanteNo coloque o veculo em movimento antes decertificar-se do correto travamento da cabina. Umacabina destravada pode inclinar-se para frente se oveculo for freado bruscamente, podendo resultarem um acidente e causar ferimentos ao condutorou em outras pessoas.

    Acione a chave de ignio. A luz de advertncia da trava da cabina

    acender no painel de instrumentos se a cabinano ficar corretamente travada na posio deconduo ou se ocorrer uma falha no sistema.

    Se a cabina estiver sido basculada no segundoestgio - 50, puxe, ento, a cabina para trs, at aposio de basculamento do primeiro estgio.

    Recoloque o parafuso em sua posio original -no furo anterior do suporte triangular.

    Levantando ligeiramente a parte traseira da cabina,desloque o seu apoio do piv central, puxando-a,a seguir, para baixo; baixe completamente a

    cabina, at trav-la. Certifique-se de que oindicador da trava esteja retrado.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    61/252

    2-37

    FordCargo2 38

    C

    CapuzPara abrirGire no sentido anti-horrio ambos os fechoslocalizados na parte inferior do capuz em 1/4 devolta, com auxlio de uma moeda.

    Uma cinta limitadora (1) restringe o curso de sua

    abertura. Uma vez aberto, suporte-o com a vareta desustentao (2), instalando-a no local apropriado(3).

    Para fecharRecolha a vareta e baixe-o normalmente, e pressioneo capuz at que se travem ambos os fechos,

    totalmente.

    Cabina

    1 2

    3

    3

    Manuteno Verifique se o basculamento da cabina funciona

    normalmente.

    Em caso de problemas no basculamento,encaminhe o veculo a um Distribuidor FordCaminhes para efetuar os reparos necessrios.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    62/252

    2-38

    FordCargo2 39

    CApresentao

    Distribuio da cargaDistribuio incorreta da carga

    A observao dos limites de peso recomendadospara o veculo, bem como a correta distribuio dacarga, alm de relacionados ao desempenho esegurana, contribuem decisivamente para a vidalonga do chassi e demais componentes como eixos,

    molas, amortecedores, longarinas, rolamentos epneus.

    A condio de sobrecarga no estabelecidasomente ao serem excedidos os limites indicados; adistribuio incorreta da carga na carroceria tambmprovoca a sobrecarga.

    O percentual de carga que cada eixo suporta determinado pela posio que a mesma ocupa na

    carroceria do veculo.Assim, uma carga colocada exatamente no centro(entre eixos) determina que seu peso se distribuaequitativamente entre eles; entretanto, se esta mesmacarga estiver posicionada a 3/4 do eixo dianteiro,somente 25%do peso incidir sobre o mesmo,ficando os restantes 75%sobre o eixo traseiro.

    Distribuio correta da carga

    O carregamento correto dos eixos estabelecidoquando o centro de gravidade da carga situa-se frente do eixo traseiro.

    Cargas longas - toras de madeira, canos, vigas, etc.,que se projetam alm da carroceria, podemsobrecarregar o eixo traseiro e prejudicar o chassi.

    Carregamento

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    63/252

    2-39

    FordCargo2 40

    CA distribuio indicada no deve ser aplicada abasculante e outras carrocerias especiais, quedemandam procedimentos especficos demontagem.

    ImportanteA sobrecarga e a m distribuio de carga tambmcomprometem a operao segura do veculo.

    ImportanteSempre respeite os limites de carga especificadospara o seu veculo.A utilizao de cargas acima do especificadopoder acarretar desgaste prematuro e/ou falhasestruturais nos componentes do conjunto do

    motor, embreagem, transmisso e eixo traseiro. Osdanos decorrentes de sobrecarga, uma vezcomprovados, no sero cobertos pela garantia.A prtica de sobrecarga pode tambmcomprometer o funcionamento e a durabilidade decomponentes dos sistemas de freios e de direo,podendo colocar em risco a segurana domotorista, passageiros e terceiros.

    Carregamento

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    64/252

    2-40

    FordCargo2 41

    C

    3. Reservatrio de ARLA 32 - principal e reserva.

    ChavesApresentao

    1. Ignio, portas (simples), principal e reserva.

    2. Reservatrio de combustvel - principal e reserva.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    65/252

    2-41

    FordCargo2 42

    CChavesConduo / Modo de operao

    Contato e partida (cilindro de ignio)Funcione nas seguintes posies:

    0 Desligado:a chave pode ser retirada.

    I Acessrios:permite ligar os acessrios.

    II Ligado:sistemas ligados. As luzes de controle ede advertncia se acendem. Esta a posio em

    que a chave deve estar com o veculo emfuncionamento.

    III Partida:motor de partida ativado. Quando omotor funcionar, solte a chave para que ela volte aposio ligado.

    ImportanteNunca gire a chave para a posio desligado ou

    acessrios com o veculo em movimento.

    Portas:para travar / destravar gire a chave nafechadura da porta desejada.

    Bloqueio e desbloqueio autnomo doveculoO bloqueio e desbloqueio autnomo do veculo comandado pelo motorista atravs de um cdigo desegurana inserido pela chave de ignio.

    Consulte o item Bloqueio autnomo, nestecaptulo, para mais informaes.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    66/252

    2-42

    FordCargo2 43

    CApresentao

    ImportanteO cinto de segurana , hoje, o meio disponvelmais eficaz para reduzir o potencial de ferimentosem caso de acidentes automobilsticos.Use sempre o cinto de segurana.Use o fecho correto para cada cinto de segurana.

    No use um cinto de segurana que esteja folgadoou torcido.O cinto de segurana deve ficar bem ajustado aoseu corpo para mxima eficincia.Coloque o cinto de modo que a parte superiorpasse sobre o centro do ombro e a parte inferiorsobre a regio plvica.

    A total eficincia dos cintos de trs pontos retrtil-inercial depende do correto posicionamento dosmesmos.

    Lembre-se: a utilizao dos cintos de segurana obrigatria por lei.

    Para melhor eficincia dos cintos de segurana asrecomendaes a seguir devem ser observadas:

    O cinto de segurana mais eficiente com o

    encosto do banco em sua posio normal de uso;assim, no o recline em excesso.

    Nunca use o mesmo cinto em mais de umapessoa, incluindo crianas pequenas. especialmente perigoso usar o cinto de seguranasobre uma criana que est no colo (leiainstrues a seguir).

    Cintos desegurana

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    67/252

    2-43

    FordCargo2 44

    C No lubrifique o mecanismo do retrator e o fecho

    nem submeta-os a reparos.

    Nunca use o cinto sobre objetos rgidos oudelicados que estejam em seu vesturio, taiscomo: culos, canetas, chaves, etc., uma vez queeles podero causar ferimentos.

    Importante

    proibido o transporte de passageiros nocompartimento de carga, aberto ou fechado. Emuma coliso, as pessoas que viajam nesta reaesto mais sujeitas a srios ferimentos.No permita que os passageiros viajem emqualquer rea do veculo que no esteja equipadacom bancos e cintos de segurana.Certifique-se de que todos os usurios do veculoestejam num banco e utilizando o cinto de

    segurana corretamente.

    Conduo / Modo de operaoColocao dos cintos de seguranaCintos de segurana de trs pontos retrtil-inercial

    O sistema de travamento automtico acionado

    somente nos casos de aceleraes / desaceleraesde emergncia, tais como: colises, capotamento efrenagens bruscas.

    Assim, em condies normais de marcha o sistemamantm-se desativado.

    C intos desegurana

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    68/252

    2-44

    FordCargo2 45

    CPosicionamento e ajuste Posicione corretamente o cinto de segurana,

    colocando uma ala sobre o ombro e outra aoredor dos quadris.

    Para o funcionamento correto dos cintos, a partesubabdominal deve estar sem folga, rente aocorpo.

    Para fechar o cinto, introduza a lingueta no fecho,

    pressionando-a at obter seu travamento atravsdo rudo caracterstico.

    LiberaoPara liberar o cinto, pressione o boto vermelho dofecho.

    Os cintos devero ser usados rente ao corpo enunca de maneira frouxa. Jamais os utilize sob obrao. Tal fato, em caso de coliso, o lanar muitopara frente, fazendo com que o cinto perca suaeficincia.

    O cinto dever ser travado sempre fivela maisprxima do seu banco, caso contrrio ficarposicionado incorretamente e durante uma colisopoder pressionar regies mais frgeis de seu corpo,causando ferimentos.

    Jamais use-os de maneira torcida pois perdem

    consideravelmente a rea para absoro do impactoe, portanto, sua eficincia.

    Cintos desegurana

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    69/252

    2-45

    FordCargo2 46

    CModo sensvel ao veculoO modo sensvel do veculo o modo normal retrtil,permitindo a ajustagem livre do comprimento docinto de ombro aos seus movimentos, e travandoem resposta ao movimento do veculo.

    Por exemplo, se o motorista frear bruscamente ouefetuar uma curva fechada, ou o veculo receber umimpacto, os cintos de segurana de trs pontos

    combinados travaro para ajudar a reduzir omovimento para frente do motorista e dospassageiros.

    Cintos de segurana subabdominal -esttico central (se equipado)Posicionamento e ajuste

    Posicione o cinto ao redor dos quadris e ajusteseu comprimento de maneira que no comprimaexcessivamente o abdmen; puxe o cadaro no

    sentido B para encurt-lo ou no sentido A paraalong-lo.

    Para fechar o cinto, introduza a lingueta no fecho,pressionando-o at obter seu travamento atravsde rudo caracterstico.

    A

    B

    C intos desegurana

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    70/252

    2-46

    FordCargo2 47

    C

    ImportanteNunca tente fazer reparos nos cintos, modific-losde qualquer modo ou lubrificar os mecanismosretratores inerciais e as fivelas.

    Manuteno

    ImportanteSe o veculo foi envolvido em acidente, os cintossubmetidos a esforo devem ser substitudos e ospontos de fixao inspecionados por um tcnicoadequadamente treinado em seu Distribuidor Ford

    Caminhes.

    Limpe os cintos de segurana com uma soluo desabo neutro recomendada para a limpeza deestofamento ou tapetes, com uma escova macia denylon, cuidando para que no penetre nomecanismo inercial.

    No alveje ou tinja os cintos, pois isto pode

    enfraquecer a textura do cinto.Verifique periodicamente o sistema dos cintos desegurana, para certificar-se de que no haja dobras,desgaste ou cortes.

    LiberaoPara liberar o cinto, pressione o boto do fecho e alingueta se desprender.

    Cintos desegurana

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    71/252

    2-47

    FordCargo2 48

    C

    A maneira de conduo do motorista uma dasvariveis que mais influencia no consumo decombustvel do caminho. Um motorista bem

    treinado que conhea todos os comandos,equipamentos e as caractersticas do caminho podecontribuir para uma reduo significativa doconsumo de combustvel.

    Alm disso, a topografia da regio por onde o caminho

    trafega aliada s condies de carregamento,tambm influenciam no consumo de combustvel. importante obedecer s capacidades mximas decarga e de trao homologadas para cada veculo eobedecer a distribuio de peso em cada eixo.

    Consulte o item Especificaes tcnicas,no captulo 4, para mais informaes.

    ApresentaoOs nveis de consumo de combustvel e CO

    2so

    derivados de testes de laboratrio de acordo com aDiretiva EEC 80/1268/EEC e emendas subsequentese so realizados por todos os fabricantes de veculos.

    Esses nveis servem como uma comparao entre asmarcas e modelos de veculos e no tm o objetivode representar o consumo de combustvel em umambiente real que voc possa obter do seu veculo.O consumo de combustvel no ambiente real regido por inmeros fatores incluindo: estilo deconduo, conduo em alta velocidade, paradas /partidas frequentes, utilizao do ar condicionado,acessrios instalados, reboque e etc..

    O seu Distribuidor Ford Caminhes pode aconselh-lo sobre como melhorar o consumo de combustvel.

    Conduoeconmica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    72/252

    2-48

    FordCargo2 49

    CTacmetroA melhor condio de operao acontece com arotao do motor dentro da faixa econmica (faixa 1verde contnua), onde o torque do motor mximo eo consumo de combustvel menor. Alm disso, autilizao adequada do controle automtico davelocidade afeta diretamente o consumo decombustvel, devendo ser utilizado principalmente

    em condies de estrada plana, para que avelocidade permanea constante sem a necessidadede manter pressionado o pedal do acelerador.

    Outra recomendao muito importante para osmotores eletrnicos no trafegar com o veculodesengrenado (popularmente conhecido comobanguela), pois esta condio aumenta oconsumo de combustvel tornando-o igual quele dequando o veculo opera em marcha lenta.

    Ao contrrio, quando se opera o caminhoengrenado, sem pressionar o pedal do acelerador, oconsumo de combustvel tende a zero devido programao eletrnica do motor.

    Para participar do Treinamento de Operaooferecido pela Ford, entre em contato com o seuDistribuidor Ford Caminhes.

    Para atingir a faixa ideal de consumo de combustvel

    deve-se operar o motor na rotao dentro da faixaverde contnua adequando a marcha utilizada velocidade, carga transportada e as condies daestrada.

    O tacmetro dividido em faixas operacionais, asquais identificam o regime em que o motor estoperando, indicando as rotaes por minuto (rpm)do motor.

    Conduoeconmica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    73/252

    2-49

    FordCargo2 50

    C

    Faixa 3 - Advertncia: Indica que o motor estentrando em rotao excessiva durante aceleraes.Quando a rotao do motor se aproximar da faixavermelha, entrar em ao o sistema de proteo domotor cortando a alimentao do motor com quedada rotao.

    Faixa 1 - Verde: Faixa de trabalho onde o motor estoperando dentro das condies normais de regimede torque e potncia. O consumo ideal decombustvel ser obtido mantendo-se a rotao domotor o maior tempo possvel dentro da Faixa VerdeContnua onde o motor opera nos valores de torquemximo.

    Faixa 2 - Tolerncia: uma faixa de operao efuncionamento normal do motor, que oferece maiordesempenho ao caminho. Porm, uma faixa derotaes que no oferece um consumo ideal comona Faixa 1 - Verde Contnua.

    Faixa 4 - Vermelha: Indica rotao excessiva. Emdesaceleraes e ao trafegar em declives engreneuma marcha compatvel e use o freio-motor e/oufreio de servio para controlar a velocidade e rotaodo motor.

    Conduoeconmica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    74/252

    2-50

    FordCargo2 51

    CManuteno

    A manuteno peridica dos itens listados na Tabelade manuteno, no captulo 3, de fundamentalimportncia para a correta operao do caminho epermite manter o funcionamento do motor e oconsumo de combustvel muito prximos do ideal.

    A troca de filtros de combustvel e leos lubrificantes,a regulagem dos freios, o correto alinhamento e

    balanceamento de pneus e a utilizao da corretapresso nos pneus tambm so fatores queinfluenciam diretamente na economia decombustvel.

    Consulte o item Alimentao de combustvel,neste captulo, para mais informaes.

    Conduoeconmica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    75/252

    2-51

    FordCargo2 52

    CApresentao

    Dirigir distrado pode resultar em perda do controledo veculo, acidentes e ferimentos.

    ImportanteA Ford recomenda ao motorista que tenha extremocuidado ao usar qualquer dispositivo ou recursoque possa tirar a ateno da rodovia, uma vez que

    sua principal responsabilidade a de operar oveculo com segurana. Desaconselhamos o usode qualquer dispositivo ao dirigir e recomendamoso cumprimento de todas as leis aplicveis.

    Conduo / Modo de operaoPara ativar a funo de Controle automtico develocidade, acione o interruptor no painel do seuveculo para a posio LIGADO.

    A luz indicadora no painel acender quando osistema de controle automtico de velocidade estiver

    controlando a velocidade do veculo.

    ImportanteLeia as instrues com o veculo PARADO! Osistema s ser ativado para velocidades superioresa 48 km/h.Veja instrues na etiqueta colada ao para-sol dolado do motorista.

    Controleautomtico de velocidade

    0

    1

    2 3

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    76/252

    2-52

    FordCargo2 53

    CControleautomtico de velocidade

    IMPORTANTE: Leia as instrues com o veculo PARADO!

    .

    Para programar uma velocidade acelere o veculo at a velocidadedesejada e pressione a tecla com um sinal de +, conformemostrada ao lado.

    Ao pressionar esta tecla a velocidade ser mantida automaticamente.

    Para aumentar a velocidade programada:- pressione a tecla + continuamente at atingir a velocidade desejada ou;- pressione o pedal do acelerador at a nova velocidade e, em seguida,pressione a tecla + para gravar a velocidade novamente.

    Ao pressionar o pedal do freio, o pedal da embreagem ou o freiode estacionamento, a velocidade automaticamente desprogramada.Para retomar velocidade basta pressionar a tecla -.

    Para ativar a funo de Controle Automtico de Velocidade pressionea tecla mostrada ao lado.Uma luz indicadora acender no painel com o smbolo igual ao gravadona tecla, quando a velocidade do veculo estiver sendo controlada pelomotor.Para desativar a funo desligue pressionando a mesma tecla.

    Para reduzir a velocidade programada:- pressione a tecla com um sinal de - conforme mostrada ao ladocontinuamente at atingir a velocidade desejada, ou;- pressione o pedal do freio at a nova velocidade e, em seguida,

    pressione a tecla + para gravar a velocidade novamente.Ao pressionar o pedal do freio, o pedal da embreagem ou o freiode estacionamento, a velocidade automaticamente desprogramada.Para retomar a velocidade basta pressionar a tecla -.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    77/252

    2-53

    FordCargo2 54

    CProgramao da velocidadePara programar uma determinada velocidade, acelereo veculo at a velocidade desejada e pressione ointerruptor no lado com o sinal +.

    Ao pression-lo, a velocidade ser mantidaautomaticamente. O veculo deve estar numavelocidade acima de 48 km/h.

    Aumentar a velocidadePara aumentar a velocidade programada, pressione ointerruptor com o smbolo +. A velocidadeaumentar, aproximadamente, 1,6 km/h a cada

    toque. Outro modo pressionar o acelerador at oveculo atingir a velocidade desejada.

    Pressione novamente o interruptor com o sinal +para gravar a nova velocidade.

    Diminuir a velocidadePara diminuir a velocidade programada, pressione ointerruptor com o smbolo . A velocidadediminuir, aproximadamente, 1,6 km/h a cada toque.Outro modo pressionar o pedal do freio at oveculo atingir a velocidade desejada.

    Pressione o interruptor com o smbolo + paragravar a nova velocidade.

    ltima velocidade programadaSe o controle automtico de velocidade foicancelado pelo acionamento dos pedais do freio ouembreagem, pressione o interruptor com o smbolo para retornar ltima velocidade programada.

    Desativao do sistemaPara desabilitar a funo, coloque o interruptor na

    posio DESLIGADO.

    Controleautomtico de velocidade

    0

    1

    2 3

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    78/252

    2-54

    FordCargo2 55

    DDiagnsticosde bordo

    ApresentaoO Ford Cargo Diesel Eletrnico proporciona umdiagnstico preliminar de qualquer falha ocorrida nosistema de injeo de combustvel do motor.

    Este sistema no avisa sobre eventuais falhasmecnicas, somente aquelas diretamenterelacionadas ao sistema de injeo de combustvel.

    Falhas no sistema de injeo so armazenadas namemria do Mdulo de Controle Eletrnico doMotor e informadas ao usurio do veculo por meiode cdigo numrico indicado no LCD central noquadro de instrumentos.

    Conduo / Modo de operaoAcesso aos cdigos de falha do ECM domotor Com a chave de ignio na posio 0(ignio

    desligada), pressione o boto reset dohodmetro e mantenha-o pressionado.

    Gire a chave de ignio para a posio II(ignioligada), mantendo o boto reset do hodmetropressionado e aguarde cerca de 10 segundos atque na linha superior do LCD do hodmetroaparea a palavra CODE (CDIGO) e na linhainferior a palavra ENGINE (MOTOR).

    Solte o boto reset. Havendo cdigos de falhaeles aparecero na linha inferior do LCD,

    comeando pelo 1o

    cdigo.

    H

    0 1

    5

    12/

    1015

    20

    25

    30

    x100rpm

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    79/252

    2-55

    FordCargo2 56

    D Com um leve giro do boto no sentido horrio

    aparecer o 2ocdigo. Mais um giro no mesmosentido aparecer o 3oe assim por diante, atchegar o ltimo cdigo de falha armazenado. Apsmais um leve giro no boto reset no mesmosentido, ser mostrado novamente o 1ocdigo.

    Quando um cdigo de falha estiver sendo mostrado,um leve giro no boto reset no sentido anti-horrio

    mostrar o cdigo de falha anterior.

    Diagnsticosde bordo

    Exemplos de cdigos de falha01-1234, 02-5555, etc. Os primeiros dois dgitos mostram a sequncia

    em que os cdigos esto armazenados. Os quatro ltimos dgitos indicam o cdigo de

    falha propriamente dito.

    Para sair do modo de acesso aos cdigos de falha,pressione o boto reset do hodmetro emantenha-o pressionado at que o LCD volte amostrar a quilometragem acumulada. Outra maneira desligar a chave de ignio ou dar par tida no motor.

    Importante

    recomendvel que o procedimento dediagnstico a bordo seja feito diariamente paraidentificar a existncia de cdigos de falhas /manuteno.Caso aparea algum cdigo de falha, procure os

    servios de um Distribuidor Ford Caminhes.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    80/252

    2-56

    FordCargo2 57

    D

    4. Hormetro:indica a quantidade de horas de trabalhodo motor. Essa informao fornecida peloECMdo motor. Indicao mxima: 69.999,9 horas.

    Diagnsticosde bordo

    2. Hodmetro parcial:indica a distncia percorridaaps ter sido zerado. Indicao mxima:9.999,9 km. Pode ser zerado a qualquer momentoapertando o boto reset.

    3. Relgio:indica o horrio no formato 24 horas. comandado pelo tacgrafo, ou seja, mostra omesmo horrio indicado no tacgrafo. O ajuste dohorrio efetuado no tacgrafo. (Veja o Manual doproprietrio do mesmo).

    Funes mostradas no displayde LCDVisor digital

    O visor informa a quilometragem total, o hodmetroparcial, o relgio e o hormetro. A linha superior composta por 6 dgitos, ponto decimal, vrgula esmbolos auxiliares (relgio, trip, km eampulheta).

    1. Hodmetro total:indica a distncia total

    percorrida pelo veculo. Indicao mxima:9.999.999 km. Indica a mesma informaomostrada no tacgrafo.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    81/252

    2-57

    FordCargo2 58

    DDireohidrulica

    ApresentaoO sistema de direo hidrulica possui uma bombaacoplada ao compressor de ar que se encarrega depressurizar o leo no instante em que se gira ovolante.

    Conduo / Modo de operao

    A presso ajuda mover as rodas reduzindo o esforofsico do motorista.

    Lembre-se de que a fora necessria para mudar oveculo de trajetria menor, se comparada a umveculo com direo mecnica.

    Importante

    Jamais mantenha a direo hidrulica do seu

    veculo esterada at o fim de curso por mais de 3segundos. Isto pode provocar um srio desgastena bomba, que ir comprometer permanentementeo funcionamento da direo hidrulica.

    A direo hidrulica somente atua com o motor doveculo em funcionamento. Com o motor parado,suas caractersticas se assemelham s da direo

    mecnica, exigindo maior esforo para manobra.A caixa de direo possui vlvulas limitadoras decurso com ajuste automtico.

    No gire o eixo de entrada at que o mecanismoesteja instalado no veculo, ligado barra de direo,regulada a convergncia e com os batentes do eixodevidamente ajustados.

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    82/252

    2-58

    FordCargo2 59

    D

    ManutenoNvel do fluidoCom o motor do veculo em funcionamento,verifique o nvel do fluido nas quilometragensindicadas na Tabela de manuteno. Deve estar entreas marcas MX. e MN. existentes na vareta.

    O nvel deve ser medido com a temperatura do fluidoabaixo de 50C.

    Importante

    No permita que o fluido entre em contato com suapele ou olhos. Se isso ocorrer, lave as reasafetadas imediatamente com bastante gua eprocure por cuidados mdicos.

    Durante a regulagem da convergncia, necessrioque a caixa de direo permanea no centro, a fimde evitar que as vlvulas de fim de curso sejamdesreguladas durante o processo de alinhamento.

    Importante

    Caso ocorra qualquer falha no sistema de direohidrulica (perda de assistncia ou vazamento de

    fluido), o veculo deve ser imobilizadoimediatamente.Procure os servios de um Distribuidor FordCaminhes.

    Direohidrulica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    83/252

    2-59

    FordCargo2 60

    DDireohidrulica

    Importante

    Antes de retirar a tampa do reservatrio, limpe atampa por fora para que nenhuma sujeira caia noreservatrio.

    Substituio do elemento filtranteObserve a frequncia recomendada na Tabela demanuteno, para a substituio do elementofiltrante.

    Para tanto, retire a tampa do reservatrio e pressionea borboleta do filtro para baixo e gire-a. Remova, aseguir, o elemento filtrante.

    Importante

    No permita que o fluido entre em contato comsua pele ou olhos. Se isso ocorrer, lave as reasafetadas imediatamente com bastante gua eprocure por cuidados mdicos.

    Substituio do fluidoCom as rodas dianteiras levantadas, solte a

    mangueira de retorno do reservatrio (1) e gire ovolante esquerda, at o final do curso; funcione omotor por aproximadamente dez segundos, at queo fluido escoe. Em seguida, pare o motor e gire ovolante de batente a batente, para completar adrenagem.

    Limpe externamente o reservatrio e remova oelemento filtrante.

    Instale o novo filtro, conecte novamente a mangueirade retorno abastecendo, em seguida, o reservatrio.

    1

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    84/252

    2-60

    FordCargo2 61

    DImportante

    No permita que o fluido entre em contato comsua pele ou olhos. Se isso ocorrer, lave as reasafetadas imediatamente com bastante gua eprocure por cuidados mdicos.

    AbastecimentoAbastea o reservatrio de fluido ataproximadamente a marca MX. da vareta medidora.

    D partida ao motor e, aps alguns instantes, esterceo volante para cada um dos lados, at o final docurso, por duas vezes. Durante esse procedimento,adicionar fluido, a fim de manter o nvel correto.

    ImportanteNo permita que o fluido entre em contato comsua pele ou olhos. Se isso ocorrer, lave as reasafetadas imediatamente com bastante gua eprocure por cuidados mdicos.

    Importante

    A caixa de direo possui sangrador automtico.Portanto, no necessria a sangria do sistema.

    Direohidrulica

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    85/252

    2-61

    FordCargo2 62

    EEixosManuteno

    Eixo dianteiroLubrificao do pino mestre

    Para melhor penetrao da graxa, faa a lubrificaoatravs da engraxadeira com o eixo dianteiro apoiadoem cavaletes com as rodas suspensas. Limpe asengraxadeiras externamente. Aplique a graxa novasob presso, de maneira que a graxa velha existente

    na articulao seja eliminada na regio do assento daviga do eixo com a ponta de eixo.

    Eixo traseiroNvel

    O nvel est correto quando, com o veculo nivelado,o leo est na borda inferior da sede do bujo.Complete, se necessrio.

    Substituio

    Para a substituio do leo, remova o bujo deinspeo e enchimento (1) e o de drenagem (2),deixando o leo escoar completamente. Limpe obujo de drenagem e recoloque-o no lugar.Reabastea o diferencial com o leo recomendadona Tabela de lubrificantes at a borda inferior da sededo bujo de inspeo e enchimento, recolocando-oa seguir.

    Enchimento

    Coloque leo pelo orifcio (1), at que ele atinja aborda inferior. Verifique o nvel, substitua o leo doeixo traseiro e limpe o respiro nas quilometragensindicadas na Tabela de manuteno.

    Para isso, o veculo dever estar em superfcie plana

    e horizontal e com o leo do eixo traseiro quente.Remova o bujo de inspeo e enchimento.

    1

    2

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    86/252

    2-62

    FordCargo2 63

    EImportante

    O leo quente pode causar queimaduras.Proteja-se convenientemente.

    Limpeza do bujo de drenagemO bujo de drenagem (1) do tipo magntico e tema finalidade de reter as pequenas partculas (limalhas)que se soltam devido ao desgaste de assentamentoque ocorre durante o perodo inicial defuncionamento.

    Para garantir uma reteno satisfatria, limpe o bujo

    nas quilometragens indicadas na Tabela demanuteno.

    Para evitar escoamento excessivo de leo durante alimpeza do bujo, tampe o furo de drenagem com obujo de enchimento. Complete o nvel.

    Respiro do eixo traseiroO respiro do eixo do tipo remoto, ou seja, montado distncia. A finalidade principal desse tipo demontagem prevenir a entrada de gua no eixo emeventuais atolamentos do veculo (que provoca acontaminao do leo e a obstruo do respiro).Frequentemente, o respiro deve ser verificado edesobstrudo, se necessrio, principalmente quando

    o veculo funcionar em terrenos alagados ouenlameados.

    Eixos

    1

  • 5/22/2018 MP CargoLeve 816

    87/252

    2-63

    FordCargo2 64

    EApresentao

    O sistema de embreagem do tipo monodiscorevestido com material orgnico, a seco. O comandode acionamento hidrulico ou hidrulico servo-assistido dependendo do modelo, que dispensaregulagens.

    ManutenoTroca do fluido da embreagem e sangriado sistemaProceda a sangria do sistema uma vez por ano, ousempre que notar a presena de bolhas de ar nocircuito hidrulico da embreagem, conforme descritoabaixo:

    Remova a tampa do reservatrio do fluido e o

    protetor de p do sangrador, instalando em seulugar uma mangueira transparente que dever ter aoutra extremidade colocada em um recipientelimpo.

    Afrouxe a porca do sangrador at que o fluidocomece a escorrer pela mangueira. Aps escoar

    totalmente, feche o sangrador. Abastea oreservatrio com o fluido novo at a marca MX.

    Acione o pedal da embreagem poraproximadamente cinco vezes e, mantendo-oacionado, afrouxe novamente a porca dosangrador para que o fluido escoe; observe aeventual presena de bolhas de ar no fluido queescoa. Refaa o procedimento at que no tenhamais bolhas de ar no fluido, continue abastecendoo reservatrio at a marca MX. Aperte a porca dosangrador e libere o pedal.

    Abastea o reservatrio at a marca MX.

    E


Recommended